15 de fevereiro de 2008

Quem foi???

Eu tenho uma dúvida: quem foi a manicure que falou que pra fazer francesinha no pé tem que deixar a unha grande?
Bom, pra quem não sabe o que é francesinha, é aquela pintura nas unhas que a parte crescida é pintada de branco bem forte (eu ia dizer “branco mais escuro” mas ia ficar meio contraditório) e no restante da unha passa-se um esmalte transparente ou cremoso (mais escuro) também da tonalidade branca.
Deu pra entender?
Hoje em dia é possível ver de tudo, vermelhas com as pontas brancas, pretas com as pontas pratas, com florzinhas, com bolinhas, com glitter (chiquérrima) e assim vai.
Eu já ouvi dizer que a francesinha é oriunda da França (sério?), e lá, as pessoas não têm (ou não tinham, não sei) o hábito de tomar banho com freqüência. Conseqüentemente, acumulava muita sujeira debaixo das unhas e por isso, as pessoas pintavam de branco para parecerem sempre limpas.
Se é verdade ou não, eu não sei. Sei que por aqui esse tipo de pintura faz sucesso.
Eu reparo nisso porque já trabalhei na área.
Uma cliente uma vez disse que não queria cortar as unhas do pé porque queria fazer francesinha. Eu olhei pra ela e perguntei: “Quem te falou que precisa deixar a unha comprida?” e ela: “Ah... não precisa?”
Não gente!
Só que tem mulher sendo enganada!
Você, mulher, vaidosa, que faz suas unhas em salão, cuidado se sua manicure lhe disser que não cortará suas unhas dos pés porque fará francesinha. Você pode estar sendo enganada.
(Música de suspense)
Mesmo porque a francesinha dá a impressão de que as unhas estão compridas.
Agora imaginem as unhas dos pés (mais uma vez: dos pés) compridas e ainda por cima com uma pintura que as fazem parecer maiores.
E se vocês estiverem se perguntando: “Mas e a unha do dedinho?”
Sua manicure que se vire!

2 comentários:

de novo eu disse...

adorei nat.
eu tb reparo muito nisso e não tem coisa mais feia que unha do pé grande.
na verdade eu não sou adepta ao esmalte no pé, pé bonito é um pé bem cuidado, unhas bem feitas, limpas e se for pedir muito eu tolero uma base.
agora pobres funcionárias das mãos e pés alheios.... cada coisa que aparece!

R.F.Almeida disse...

Nooosssaaa!

Partindo-se do pressuposto de que para fazer francesinha deve-se ter as unhas grandes, e já desmentido por nossa cara colega, alguém pode dizer isso ao Zé do caixão?
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Que podre! É foda não ter o que escrever!

Naty, acho que você deveria desabafar mais sobre seus tempos de manicure, dos tempos de artista...como você se definia mesmo? Beijos