1 de março de 2008

Amigaço!

Como é que pode? Eu acho que tem gente que gosta de levar patada.
Não que eu queira defender quem pratique o ato de dar patadas, mas parece que tem gente que anda com uma folha de caderno colada nas costas escrito de caneta: “Me dá uma patada?”
São pessoas feias por dentro, que tem que te ver lá em baixo pra se sentirem bem, ou pessoas que falam demais na hora que têm que ficar quietas e parece que é de propósito.
Ou simplesmente falam sem pensar mesmo, já nasceram sem noção.
Não entendeu ainda? Exemplo, por favor:
Você acabou de levar um fora do namorado que tava apaixonadíssima, namorando há um tempão, ta arrasada e conta pra uma amiga.
Ela escuta com atenção, te abraça, consola... até aí tudo bem. Você percebe que já falou bastante e pergunta: e você, como esta?
Nesse momento foi acionado no cérebro dela o programa chamado “Eu vim ao mundo pra brilhar.exe” e ele é muito pesado e por isso o programa “Noção.exe” tem que ser fechado.
Ela desembesta: “aaahhhh eu to ótima, amiga, o Paulinho é um fofo, estamos apaixonadíssimos, ontem fizemos 6 meses de namoro, daí ele me levou num restaurante blá blá blá...(volume abaixando)”
Seu desejo é um só: olhar pra cima e ver a bigorna da Acme caindo na cabeça da disgramada.
E se você fala alguma coisa, ainda corre o risco de ser taxada de invejosa, mal amada.
Outro exemplo? Lá vai:
Você tem um colega que foi promovido, ta ganhando dinheiro e o único assunto do cara são as novas aquisições dele:
O cara só sabe falar que ele gastou R$ 600,00 num par de tênis, que pagou R$ 450,00 numa calça jeans, que foi viajar pra Campos do Jordão e gastou R$ 1.500,00 num fim de semana. Você pra mudar de assunto pergunta de um outro conhecido em comum e ele começa: “o cara ta bem também, comprou aquela moto que ele queria há um tempão. Outro dia eu tava no shopping comprando umas roupas, encontrei ele comprando uns ternos italianos pra trabalhar também e...”
Essa gente vazia merece uma boa patada.
Mas como eu sou fina e elegante.... putz que mentira. Eu não sou um exemplo de serenidade plena, mas é sempre bom não dizer certas coisas pra evitar maiores transtornos.
Deixaremos certas patadas no pensamento.
Mas é difícil! Tem horas que é mais forte que a gente.
Um menino uma vez, pra se mostrar pra uma menina se intrometeu num comentário que eu havia feito. Eu disse brincando pra própria: “Ave, essa menina aqui outra vez? Agora ela virá aqui todo dia?” e ele disse que meninas bonitas eram sempre bem-vindas e portanto que eu ficasse quieta.
Se ele tivesse chegado no bem-vinda e parado, tudo certo, mas me mandar ficar quieta...
Eu disse: “Dá licença que eu não to falando com você”
Foi ele quem começou!

4 comentários:

Roberto disse...

Realmente, váááárias pessoas merecem e pedem por uma patada!
E o melhor é q eu sou bom nisso!

Matheus Carbo disse...

Isso mesmo! Patada nelas! Daquelas que elas saem rolando do barranco e só param quando chega na subida!
Agora eu também tenho um blog! Entra lá: www.blogdocarbo.blogspot.com.
Brigadinho!

Elaine disse...

hn..."Patada? Esse texto foi perigoso hein.. Faz jus ao título do Blog.."...

Natalha disse...

nossa, mas que menino mal educado esse hein cunha, merecia patada, mas daquelas de urso que dói né, mas eu concordo, tem gente que nasce e morre (pq acredito que não muda, nem faz questão) merecendo uma patadinha, mas tem vezes que nós merecemos tb, isso é real, mas nada melhor (EGO) do que "acabar com a graça de alguns infelizes" como esse seu amigo gabador, manda ele ir à merda, que o tenis tem melhor personalidae que ele, ou seja, zero hahaha, entendeu? zero!! hahaha... ah ta tudo bem, foi sem graça rsrss. bjos