17 de maio de 2008

Aí não vale!

Uma pessoa que sabe economizar vai longe.
Nem todo mundo consegue, mas sabemos que às vezes não dá mesmo.
Existem pessoas que se tem quinze centavos no bolso vão pro mercado comprar Dadinho.
Há pessoas que sabem poupar. Não compram o que não precisam pra depois quando realmente precisarem, tem o dinheiro.
Mas também, existem aquelas pessoas que não sabem economizar. Compram coisas ruins porque estavam mais baratas, lêem no escuro pra não acender a luz, remendam meias furadas, não compram presente de dia das mães, essas coisas.
Teve uma época no meu trabalho, que toda vez que eu usava o toilette e ia enxugar as mãos, me virava pra pegar papel e nunca tinha no suporte que fica de frente pra porta, só no de trás.
Achava estranho, pensei que as senhoras da limpeza estavam atarefadas demais, até que fui perguntar: “por que nunca tem papel nesse suporte, só no de lá?”
Prestem atenção na resposta: “porque a ordem é economizar, por isso pediram pra gente colocar só em um suporte”
Não agüentei: “mas, se cada vez que eu vou enxugar as mãos eu uso duas folhas de papel, não é só porque tem papel em um suporte que eu vou usar só uma folha” e ela só respondeu: “ordens são ordens!”, e demos risada.
Fala sério, gente! Ninguém vai usar menos papel porque só tem folha em um suporte. Fora que o tempo de reposição será menor.
É o mesmo que eu traçar o seguinte plano de economia: bom, esse mês não vou poder comprar meu creme para as mãos, tenho que abrir mão de algumas coisas. Como eu só uso o creme quando lavo as mãos, terei que lavá-las menos. Para lavá-las menos tenho que ir menos ao banheiro e para ir menos ao banheiro tenho que beber menos água. Pronto! Agora para economizar no meu corretivo para olheiras, tenho que dormir mais. Para dormir mais, eu tenho que ir pra cama mais cedo. Então para ir pra cama mais cedo, não posso sair de casa depois das 21:00, e como eu chego em casa às 20:00, vou avisar as pessoas para não me chamarem para sair. Perfeito!
Ora bolas! Não é assim que fazemos economia, ta certo que dormir bem faz bem à saúde, mas foi só um exemplo.
Eu não sou a pessoa mais indicada para dar essas dicas, mas sei de coisas como apagar as luzes que não estou usando, não comprar as coisas simplesmente porque estão em promoção, não comprar coisas que não estou precisando quando não tenho dinheiro sobrando e principalmente na primeira loja que eu entrar, não comprar aquele leite condensado de setenta e cinco centavos pra fazer brigadeiro depois não conseguir comer.
Entendem?
Não vão fazer a chamada “economia porca” porque nesse caso a gente pode aplicar aquela frase feita que todo mundo já ouviu: “o barato sai caro”.

Um comentário:

erica disse...

não esqueça de pedir sempre seu 1 centavo de troco. vc vaio perceber o quanto de dinheiro a gente perde por deixá-lo pra trás!